Meditação Primeiro Sábado de março 2018

III Mistério Doloroso – Coroação de espinhos de Nosso Senhor Jesus Cristo
A paciência que nos leva à vida eterna

Introdução

O Redentor quis tomar a nossa carne e, com ela, os nossos pecados para dar a Deus com os sofrimentos de sua paixão e morte uma digna satisfação ao Criador. Diz o Apóstolo que Jesus Cristo se fez nosso fiador, obrigando-se a pagar as nossas dívidas (Hb 7,22). Como mediador entre o Pai e os homens, estabeleceu um pacto com Deus por meio do qual se obrigou a satisfazer por nós a divina justiça e em compensação prometeu-nos da parte de Deus a vida eterna.

Composição de Lugar

Para nossa composição de lugar, imaginemos o pátio interno do pretório de Pilatos onde Jesus foi flagelado pelos soldados romanos e depois escarnecido com uma coroa de espinhos. Vemos o Redentor com o corpo todo ferido e ensanguentado, coberto de um manto vermelho, a cabeça escondida sob um emaranhado de espinhos que muito o afligem. Nas suas mãos santíssimas, Ele segura uma pequena vara que lhe foi dada num arremedo de cetro para zombarem de sua realeza.

Oração Preparatória

Ó Virgem Santíssima, Mãe das Dores e Corredentora de nossa humanidade: alcançai-nos de vosso adorável Filho as graças para bem realizarmos essa meditação e, por ela, nos unirmos digna e devotamente aos sofrimentos que Ele suportou para satisfazer a justiça divina em nosso nome e assim nos alcançar a eterna salvação. Amém.

Clique na foto abaixo para o texto completo da Meditação.

Veja também: Ladainha de Nossa Senhora das Dores

Sobre Apostolado do Oratório

Blog oficial do Apostolado do Oratório dos Arautos do Evangelho, Associação Internacional de Direito Pontifício.
Esta entrada foi publicada em A palavra do sacerdote, Artigos Arautos do Evangelho, Datas comemorativas, Espiritualidade, , meditação, Meditações, Monsenhor João Clá Dias, Nossa Senhora, Nosso Senhor Jesus Cristo, Orações, Primeiros Sábados, primeiros sábados do mês, Quaresma, Verdades eternas e marcada com a tag , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta