Meditação do Primeiro Sábado junho 2020

I Mistério Luminoso. O Batismo de Nosso Senhor Jesus Cristo. Misericordioso Cordeiro de Deus.  No cumprimento de nossa Comunhão Reparadora do Primeiro Sábado, pedida por Nossa Senhora em Fátima, meditaremos em junho o 1º Mistério Luminoso: O Batismo de Jesus no Rio Jordão. Durante o nosso piedoso exercício, tenhamos presente a Festa do Sagrado Coração de Jesus, que a Igreja celebra neste mês de junho. O Cordeiro de Deus, que veio tirar o pecado do mundo, quis ser batizado e dar início publicamente à sua missão redentora. Naquele momento, as expansões da misericórdia de seu Sagrado Coração começaram a se difundir sobre o gênero humano.

Continue lendo “Meditação do Primeiro Sábado junho 2020”

O penhor da nossa vitória

Solenidade da Ascensão do Senhor

Ao assumir nossa carne, quis o Filho de Deus viver entre nós para nos dar o exemplo da plenitude da perfeição a que deseja nos elevar. A subida do Senhor aos Céus é também um ponto de imitação. Como será, então, a nossa?

Mons. João S. Clá Dias, EP

 

 

Naquele tempo, 16 os Onze discípulos foram para a Galileia, ao monte que Jesus lhes tinha indicado. 17 Quando viram Jesus, prostraram-se diante d’Ele. Ainda assim alguns duvidaram. 18 Então Jesus aproximou-Se e falou: “Toda a autoridade Me foi dada no Céu e sobre a Terra. 19 Portanto, ide e fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, 20 e ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei! Eis que Eu estarei convosco todos os dias, até ao fim do mundo” (Mt 28, 16-20).

A hora da partida de Jesus Cristo

Hoje, ao contemplarmos sua subida aos Céus, tenhamos presente que Jesus não nos abandonou, mas, pelo contrário, continua conosco, conforme a promessa feita no Evangelho: “Eis que estarei convosco todos os dias, até o fim do mundo”. E nós, enquanto filhos, também desejamos permanecer com Ele, uma vez que veio a este mundo trazer-nos a participação na sua natureza divina.

Continue lendo “O penhor da nossa vitória”

Viver em Maria

Na parte final de sua obra, São Luís Grignion enumera algumas práticas piedosas, interiores e exteriores, que o devoto de Nossa Senhora deveria cultivar para se unir ainda mais a Ela. Segundo o autor, seriam meios pelos quais podemos “viver em Maria” e “fazer todas as ações por, com e em Maria”.

Plínio Corrêa de Oliveira

 

Aquela em quem o Altíssimo colocou sua glória suprema

Escreve São Luís:

O Espírito Santo, pela boca dos Santos Padres, chama também a Santíssima Virgem: 1º, a porta oriental, por onde o sumo sacerdote Jesus Cristo entra e vem ao mundo (cf. Ez 44, 2‑3); por ela entrou da primeira vez, e por ela virá da segunda; 2º, O santuário da Divindade, o reclinatório da Santíssima Trindade, o trono de Deus, a cidade de Deus, o altar de Deus, o templo de Deus, o mundo de Deus. Todos estes diferentes epítetos e louvores são verdadeiros em relação às diversas maravilhas e graças que o Altíssimo realizou em Maria. Oh! que riqueza! que glória! que prazer! que felicidade poder entrar e habitar em Maria, em quem o Altíssimo colocou o trono de sua glória suprema!

Continue lendo “Viver em Maria”

O amor íntegro deve ser causa do bem total

VI Domingo da Páscoa

Praticar o bem exige cumprir os Mandamentos da Lei de Deus, sem admitir nenhuma concessão ao mal. Ora, a condição para observar os preceitos divinos é a caridade. Como alcançar, então, esse amor íntegro e sem mancha que nos conduz ao bem total?

Mons. João S. Clá Dias, EP

 

Para aproveitarmos as graças da comemoração de Pentecostes que se aproxima, a Liturgia deste domingo nos convida a considerar a maravilha da ação santificadora do Espírito Santo em nossas almas. Quão necessitado está o mundo, na situação presente, de um sopro especial d’Ele para mudar os corações e renovar completamente a face da Terra! É nesta perspectiva que devemos refletir nas sublimes palavras do Divino Mestre, propostas pela Igreja à nossa enlevada meditação neste dia.

Continue lendo “O amor íntegro deve ser causa do bem total”

Autenticidade da Mensagem


13 de Maio

Festa de Nossa Senhora de Fátima

No dia de sua festa, mais uma vez a voz de Fátima chegou a nós: não endureçamos nossos corações, porque só assim teremos achado o caminho da paz verdadeira

Plínio Corrêa de Oliveira

 

 

Autenticidade dos três mensageiros

Faça-se um teste: tomem-se várias crianças em separado, e mande-se-lhes que fantasiem a título de composição literária uma aparição de Nossa Senhora, descrevendo seu semblante, seu traje, suas expressões fisionômicas, seus gestos, anotando-lhe as palavras, o que sairia de tudo isto? Quanta coisa infantil, quanta concepção grotesca, quanto pormenor francamente ridículo!

Continue lendo “Autenticidade da Mensagem”

Boletim Informativo Maria Rainha dos Corações maio/junho 2020

 
Deus dependeu de Maria

À primeira vista, a vida de Nossa Senhora esteve toda marcada pelo absurdo, desde a infância: queria Ela permanecer inteiramente consagrada a Deus no Templo, mas precisou voltar para o mundo; prometera ao Senhor manter-Se virgem, mas teve de Se casar; embora fosse santíssima, a Encarnação fez d’Ela um elemento de terrível prova para São José, cuja santidade ímpar era inferior apenas à de sua imaculada Esposa…

Essa via de provas paradoxais e paroxísticas, na qual Maria caminhava entre absurdos e despropósitos, escondia a incalculável predileção de Deus para com uma missão cuja estatura não tinha proporção com o criado, mas somente com o Criador.

Continue lendo “Boletim Informativo Maria Rainha dos Corações maio/junho 2020”