Quem inventou a Árvore de Natal?


A tradição católica assimilou a árvore de Natal com uma nova árvore da vida, aquela do jardim do Éden, no Paraíso (Gn 2,9)

 


Quem inventou a árvore de Natal?

O inventor da árvore de Natal foi São Bonifácio, o apóstolo dos germanos ou evangelizador da Alemanha. Ele nasceu em Inglaterra em 672 e faleceu martirizado em 5 de Junho de 754. O seu nome religioso, em latim Bonifacius, quer dizer “aquele que faz o bem”, e retoma o mesmo significado do seu nome saxão Wynfrith. Em 718 ele esteve em Roma e o Papa Gregório II enviou-o à Alemanha, com a missão de reorganizar a Igreja.

Por cinco anos ele evangelizou territórios que hoje fazem parte dos estados alemães de Hessen e Turíngia. Em 722, foi feito bispo dos territórios da Germânia e, um ano depois, inventou a árvore de Natal, causando um certo impacto no meio ambiente germânico.

Quando surgiu a árvore de Natal?

Em 723, São Bonifácio derrubou um enorme carvalho dedicado ao deus Thor, perto da actual cidade de Fritzlar, na Alemanha. Para convencer o povo e os druidas de que não era uma árvore sagrada, ele abateu-a.

Continue lendo “Quem inventou a Árvore de Natal?”

A importância da virtude da modéstia nos trajes

A escritora norte-americana Susanna Spencer, Mestra em Teologia da Universidade Franciscana de Steubenville, dedicou um artigo escrito para National Catholic Register a elogiar a virtude da modéstia na vestimenta. Esta virtude, especialmente atual com a chegada do verão no hemisfério norte, vai além de uma série de normas ou proibições e propõem um caminho de desenvolvimento, facilitando as novas gerações a compreender e a apreciar esta faceta do testemunho de Fé. “Somente quando soube que a modéstia era uma virtude, encontrei uma resposta razoável e satisfatória sobre o que realmente significa vestir-se com modéstia”, comentou Spencer.

Continue lendo “A importância da virtude da modéstia nos trajes”