3 dicas para melhorar seu matrimônio

As famosas “desilusões”. Como evitá-las? É muito simples: só se desilude quem se ilude… Não há vida conjugal sem crises, mas crise não é sinônimo de fracasso.

Por Oto Pereira

Como tudo é bom no início: noivado, lua de mel. Ambos se interessam um pelo outro: um fala, o outro escuta.

Mas, com o passar do tempo, muita coisa muda, as desavenças aparecem, surgem os defeitos, começam as discussões: os dois falam ao mesmo tempo, mas ninguém quer escutar… ou melhor: os dois falam tão alto, que até os vizinhos acabam escutando!

O próximo passo é muito previsível: nenhum dos dois quer mais se falar, nem se escutar, nem mesmo se ver: é a separação.

Se você sente que chegou ou está a caminho de chegar a essa situação, não se preocupe! O Pe. Jorge Loring, S.I,[1] tem alguns conselhos para lhe dar.

Continue lendo “3 dicas para melhorar seu matrimônio”

“O Senhor é meu Pastor”

Naquele tempo, disse Jesus: 11 “Eu sou o Bom Pastor. O Bom Pastor dá a vida por suas ovelhas. 12 O mercenário, que não é pastor e não é dono das ovelhas, vê o lobo chegar, abandona as ovelhas e foge, e o lobo as ataca e dispersa. 13 Pois ele é apenas um mercenário e não se importa com as ovelhas. 14 Eu sou o Bom Pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas Me conhecem, 15 assim como o Pai Me conhece e Eu conheço o Pai. Eu dou minha vida pelas ovelhas. 16 Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil: também a elas devo conduzir; escutarão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. 17 É por isso que o Pai Me ama, porque dou a minha vida, para depois recebê-la novamente. 18 Ninguém tira a minha vida, Eu a dou por Mim mesmo; tenho poder de entregá-la e tenho poder de recebê-la novamente; esta é a ordem que recebi do meu Pai” (Jo 10, 11-18).

IV Domingo da Páscoa

A propósito da cura do cego de nascença e da polêmica provocada por ela entre os fariseus, Jesus Se revelou como o Bom Pastor, que arrisca a vida por suas ovelhas. Foi esta uma das ocasiões nas quais Ele exprimiu de modo mais tocante seu amor infinito por nós

Por Mons. João S. Clá Dias, EP

Continue lendo ““O Senhor é meu Pastor””

Eucaristia, nova e eterna Páscoa

A vigília pascal é a celebração central e mais solene do calendário litúrgico. É uma comemoração jubilosa de toda a história da salvação, na qual o mistério da nossa redenção é renovado

Pe. Rafael Ramón Ibarguren Schindler*, EP

Cerimônia de vigília pascal na Basílica Nossa Senhora do Rosário de Fátima dos Arautos

 

Na realidade, cada missa também torna esse mistério presente e completo. Mas naquela noite sagrada acontece a chamada “mãe de todas as vigílias” … e de toda a Eucaristia.

O que significa a palavra “Páscoa”? Significa “passagem”. Esta palavra se identifica com a passagem do povo de Israel da escravidão do Egito para a terra prometida, um sinal, por sua vez, da passagem da morte e do pecado para a nova vida em Cristo.

Continue lendo “Eucaristia, nova e eterna Páscoa”

O corpo incorrupto de Santa Bernadette Soubirous, a vidente de Lourdes

O corpo intacto da Santa se encontra exposto numa urna de cristal


A incorruptibilidade do corpo de Santa Bernadette Soubirous é um dos casos mais impressionantes e estudados pela medicina.

A grande festa de Nossa Senhora Lourdes se comemora em 11 de fevereiro, a festa de Santa Bernadette em 18 de fevereiro na França e em 16 de abril no Brasil.

Desde 3 de agosto de 1925, o corpo intacto da Santa se encontra exposto numa urna de cristal na capela do convento de Saint-Gildard, na cidade de Nevers, França. A cidade fica na Borgonha, a 260 km ao sul-suleste de Paris.

Continue lendo “O corpo incorrupto de Santa Bernadette Soubirous, a vidente de Lourdes”

Cristo ressuscitou! Viva é nossa fé!

Naquele tempo, 35 os dois discípulos contaram o que tinha acontecido no caminho, e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão. 36 Ainda estavam falando, quando o próprio Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: “A paz esteja convosco!” 37 Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que estavam vendo um fantasma. 38 Mas Jesus disse: “Por que estais preocupados, e por que tendes dúvidas no coração? 39 Vede minhas mãos e meus pés: sou Eu mesmo! Tocai em Mim e vede! Um fantasma não tem carne, nem ossos, como estais vendo que Eu tenho”. 40 E dizendo isso, Jesus mostrou-lhes as mãos e os pés. 41 Mas eles ainda não podiam acreditar, porque estavam muito alegres e surpresos. Então Jesus disse: “Tendes aqui alguma coisa para comer?” 42 Deram-Lhe um pedaço de peixe assado. 43 Ele o tomou e comeu diante deles. 44 Depois disse-lhes: “São estas as coisas que vos falei quando ainda estava convosco: era preciso que se cumprisse tudo o que está escrito sobre Mim na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos”. 45 Então Jesus abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras, 46 e lhes disse: “Assim está escrito: ‘O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, 47 e no seu nome serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém’. 48 Vós sereis testemunhas de tudo isso” (Lc 24, 35-48).

III Domingo da Páscoa

A notícia da Ressurreição de Jesus despertou, no Cenáculo e no Sinédrio, um clima de febricitação. O tema era o mesmo, as testemunhas, porém, bem diferentes, e muito mais os destinatários dos relatos. O dogma da Ressurreição seria fundamentalíssimo para o futuro da Religião e era indispensável haver vários que comprovassem, com solidez de declaração, o terem visto Jesus vivo, nos dias logo posteriores à sua Morte.

Mons. João S. Clá Dias, EP

Continue lendo “Cristo ressuscitou! Viva é nossa fé!”

Santa Gemma Galgani

Por Irmã Maria Teresa Ribeiro Matos, EP

Nascida na cidade italiana de Lucca, em 12 de março de 1878, Gemma teve um curto, mas intenso convívio com sua piedosa mãe, que foi quem lhe transmitiu o amor a Jesus e a preparou para receber o Crisma, antes mesmo da Primeira Comunhão, conforme o costume da época.

Em setembro de 1885, a senhora Galgani faleceu, deixando a filha com a tia, Elena Landi. Algum tempo depois, Gemma regressou para junto do pai e ingressou como externa no colégio das Irmãs de Santa Zita, fundado pela Beata Elena Guerra.

Continue lendo “Santa Gemma Galgani”