Meditação do Primeiro Sábado de setembro 2017

IV Mistério Doloroso – Nosso Senhor Carrega a Cruz até o Calvário
Salve ó Cruz, esperança e vitória nossa!

Simoni Martini, Museu do Louvre, Paris

Introdução

No cumprimento de nossa devoção do Primeiro Sábado, tendo em vista a Festa da Exaltação da Santa Cruz celebrada neste mês de setembro, meditaremos o 4º Mistério Doloroso: Nosso Senhor carrega sua Cruz até o Calvário. Antes de Cristo, a Cruz era um instrumento de morte, de sofrimento e derrota.

Porém, quando o Redentor a abraçou e nela foi supliciado e morto, a Cruz passou a ser sinal do infinito Amor de Deus por nós e um símbolo de triunfo e de glória para os cristãos.

Ao se sacrificar pela humanidade no madeiro, Jesus destruiu a morte e nos deu a vida eterna.

Amor que ultrapassa qualquer entendimento

A Cruz, afirma o papa emérito Bento XVI, está plantada na terra e pareceria mergulhar as suas raízes na malícia do homem, mas projeta-se para o alto, como um indicador que aponta para o céu, para a bondade de Deus. Por intermédio da Cruz de Cristo, é derrotado o maligno, é vencida a morte, é-nos transmitida a vida, restituída a esperança e comunicada a luz.

 “Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, do mesmo modo é preciso que o Filho do Homem seja levantado. Assim, todo aquele que nele acreditar, terá a vida eterna”, disse Jesus. Portanto, o que vemos quando dirigimos o nosso olhar para a Cruz, onde Jesus está pregado? Contemplamos o sinal do amor sem limites de Deus pela humanidade.

Clique aqui e tenha acesso ao texto completo da Meditação

Sobre Apostolado do Oratório

Blog oficial do Apostolado do Oratório dos Arautos do Evangelho, Associação Internacional de Direito Pontifício.
Esta entrada foi publicada em A palavra do sacerdote, Artigos Arautos do Evangelho, Espiritualidade, Fátima, , meditação, Monsenhor João Clá Dias, Nossa Senhora, Nosso Senhor Jesus Cristo, Primeiros Sábados, primeiros sábados do mês, Verdades eternas e marcada com a tag , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta