Apostolado do Oratório na Hungria

Estamos em peregrinação pelo Leste Europeu. Nos últimos dias passamos pela Hungria e compartilho as notícias desse país com todos da grande família do Apostolado do Oratório

Ir. Plinio Sávio, EP

Santo Estevão

Breves linhas sobre a conversão da Hungria

Santo Henrique, Imperador do Sacro Império Romano Alemão, se interessou pela conversão do povo húngaro, e destinou para isso a sua irmã Gisela, cujo casamento ele promoveu com o rei pagão daquele povo.

Pela ação de Santo Henrique, da Rainha Gisela e de pregadores santos que foram para a Hungria, foi possível converter o rei, e com a conversão dele se tornou mais fácil a conversão dos húngaros. Este rei foi Santo Estêvão.

Rei aos 20 anos, em 997, civilizou e cristianizou um povo semi bárbaro, obtendo-lhe o respeito dos povos vizinhos. O Papa São Silvestre II, em reconhecimento pelo seu tino organizador e por sua piedade, deu-lhe o título de Rei, e enviou-lhe a coroa, o cetro e o globo. Obteve a divisão do reino em Dioceses, a vinda dos monges beneditinos para afervorarem e ensinarem ao povo.

Sua esposa, Gisela, foi beatificada e é filha de dois santos: Santo Henrique II, Imperador do Sacro Império e de Santa Conegundes, Imperatriz. Seu filho é Santo Américo.

Um testemunho edificante

Após essa pequena “introdução histórica”, onde se vê como a Hungria nasceu tendo como pedra fundamental a santidade de seus principais governantes e a benção do Papa, volto a descrever nossa estadia pelo país.

De volta para a Itália passamos pela cidade de Nemetker onde temos 3 oratórios.

A supervisora dos 3 oratórios é mãe de um sacerdote diocesano, Revmo. Padre Zalnon, o qual nos contou que deve a sua vocação às graças que recebeu rezando diante do Oratório do Imaculado Coração de Maria, bem como às orações de seus pais e do sr Kochi que esteve lá em 2003.

Padre Zalnon à esquerda da Imagem Peregrina na foto. À direita da Imagem, padre Pablo Werner dos Arautos

Impressionante ver como depois de 15 anos os oratórios circulam perfeitamente entre as famílias com grande fervor, e eles conservam as graças da visita da Imagem Peregrina em sua Paróquia. Fomos recebidos por essas famílias com muita alegria, cantos, etc.

Padre Zalnon fala italiano, tem 31 anos e 3 meses de sacerdote.  O início da conversa com ele foi sobre, nada mais, nada menos que o Reino de Maria!  Vejam fotos abaixo.

Rezem por nós!
Plinio Sávio

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja também:

Visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima em Venaria Reale, Turim, Itália
Apostolado do Oratório no Líbano

Deixe uma resposta