Meditação do Primeiro Sábado dezembro 2021

3º Mistério Gozoso. Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo em Belém. Nosso Caminho, Verdade e Vida.

Introdução

Preparemos nossa Devoção do Primeiro Sábado, atendendo ao pedido de Nossa Senhora de Fátima para desagravar o seu Imaculado Coração. Na meditação do mês de dezembro vamos considerar o 3º Mistério Gozoso: O nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo na gruta de Belém. O Rei do Céu e da Terra vem ao mundo envolto num mistério de grandeza e de humildade, convidando-nos desde o primeiro instante a segui-Lo como o Caminho, a Verdade e a Vida.

Continue lendo “Meditação do Primeiro Sábado dezembro 2021”

O amor do Sagrado Coração de Jesus

Misericórdia. Vocês conhecem a origem dessa palavra? Miseri-córdia: amor ao miserável. Se nós considerarmos que Deus é a Misericórdia, misericórdia infinita, misericórdia em essência, como seria fácil para nós superar as nossas misérias, vencer os nossos defeitos, sabendo que tem todo um Deus que deseja, com sua misericórdia, amar-nos e fazer de nós grandes santos.

amor aparecida apostolado apostolado do oratório arautos do evangelho arautos sacerdotes cidades comentario ao evangelho comunhão reparadora comunidade coordenadores Cristo deus devoção encontro eucaristia evangelho familias fátima grupos do oratorio heraldos del evangelio igreja imaculado coração de maria jesus liturgia maria meditação missa missao mariana Monsenhor João Clá Dias natal Nossa Senhora nossa senhora de fátima nosso senhor Notícias o inédito sobre os evangelhos oratório oração paróquia peregrinação Plinio Correa de Olivieira primeiro sábado santa missa santíssima virgem

Também este pode ser o seu problema!

Eu era como Adão no paraíso, até que a serpente apareceu…

Nas aulas de catecismo, quando pequeno, sempre aprendi que o pecado existe; que, no sermão, Deus fala pela boca do padre e que a prática dos mandamentos é necessária para a salvação. Dentro desses ensinamentos, cresci e estabeleci minha vida até que a serpente entrou em cena…

Fui me confessar e ouvi que minhas faltas não eram pecados, pois o confessor também as praticava. Durante o sermão, esperava ouvir conselhos espirituais, e só ouvi recomendações ecológicas e políticas… Procurei viver os mandamentos, porém parece que agora não são mais necessários. Tudo está mudado.

Continue lendo “Também este pode ser o seu problema!”

As três vindas do Senhor

Naquele tempo disse Jesus a seus discípulos: 25 “Haverá sinais no Sol, na Lua e nas estrelas. Na Terra as nações ficarão angustiadas com pavor do barulho do mar e das ondas. 26 Os homens vão desmaiar de medo, só de pensar no que vai acontecer ao mundo porque as forças do céu serão abaladas. 27 Então eles verão o Filho do Homem vindo sobre uma nuvem com grande poder e glória. 28 Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça; porque a vossa libertação está próxima. 34 Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; 35 pois esse dia cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes da Terra. 36 Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar de tudo o que deve acontecer e para ficardes em pé diante do Filho do Homem” (Lc 21, 25-28.34-36).

I Domingo do Advento
Comentário ao Evangelho

No Natal, o Messias desceu à Terra sob os véus da humildade.
No fim dos tempos, virá em todo esplendor e glória, como
supremo Juiz. Entre essas duas vindas, segundo São Bernardo
de Claraval, há uma “terceira vinda” de Jesus, que ocorre a todo
instante de nossa vida.

Por Monsenhor João S. Clá Dias, EP

As duas vindas de Cristo

A despreocupação com que a criança vive e brinca lhe advém em grande medida da confiança no apoio, para ela infalível, do pai ou da mãe. Essa salutar segurança é, – sem dúvida, uma das razões para a desanuviada e contagiante alegria infantil.

Continue lendo “As três vindas do Senhor”

Santa Catarina Labouré e a Medalha Milagrosa


No dia 27 de novembro vamos celebrar a festa de Nossa Senhora das Graças. Foi exatamente neste dia, no ano de 1830, na capela do convento da Rue du Bac, em Paris,  França, que Nossa Senhora apareceu a Santa Catarina Labouré e mandou-a cunhar a Medalha Milagrosa


Segundo a santa revelou, o rosto da Virgem Maria era de uma beleza indescritível; os pés, pousados sobre uma esfera, da qual a vidente só avistava a metade superior, pisavam a cabeça de uma serpente; nas mãos, ela segurava um globo de ouro; os olhos miravam o céu.

Continue lendo “Santa Catarina Labouré e a Medalha Milagrosa”