Antes e depois de Maria

Solenidade de Nossa Senhora Aparecida

Uma nova era na espiritualidade do gênero humano se inicia publicamente com o milagre das Bodas de Caná. Além de conferir ao casamento um altíssimo significado, Jesus inaugura a mais excelente via para se obter o perdão e a graça: confiar na mediação e na onipotência suplicante de Maria

Monsenhor João S. Clá Dias, EP, Fundador dos Arautos do Evangelho e do Apostolado do Oratório


I – Antecedentes

“Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se fossem escritas uma por uma, penso que nem o mundo inteiro poderia conter os livros que se deveriam escrever” (Jo 21, 25).

Riqueza teológica do Evangelho de São João

Assim termina São João o quarto Evangelho, o de sua lavra. Quando o escreveu, por certo já conhecia — e de há muito — os três anteriores. Daí seu empenho em completá-los nos detalhes e aspectos mais necessários para os dias de sua divulgação. Na Ásia Menor, onde se espraiava a Igreja nascente, pululavam os erros de uma perigosa gnose ameaçadora da boa e sã doutrina deixada em herança por Jesus aos seus discípulos. Nessas circunstâncias, importava antes de tudo provar a divindade de Nosso Senhor, o Messias.

Continue lendo “Antes e depois de Maria”

A Comunhão Reparadora do Primeiro Sábado no Brasil

Ao ver as fotos das celebrações do Primeiro Sábado pelo Brasil lembrei das palavras de São Tomás de Aquino, citadas por Dr. Plínio em artigo deste blog “Nossa Senhora do Rosário, uma festa de glória!”

Pe. Mário Beccar Varela, EP

São Tomás define a glória como sendo o efeito que se volta para sua causa e a louva. 

E Dr. Plinio completa afirmando sobre a glória de Nossa Senhora: “louva Maria Santíssima quem vive de acordo com as virtudes das quais Ela deu exemplo, e pratica essas virtudes com o intuito de honrá-La.” Perfeito!

Continue lendo “A Comunhão Reparadora do Primeiro Sábado no Brasil”

Como enfrentar as desilusões?

Comentário ao Evangelho do XXVII Domingo do Tempo Comum

Ao longo da existência nos deparamos com situações imprevistas que podem levar ao desânimo. Só na fé robusta encontraremos força para enfrentá-las

Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias, EP, Fundador dos Arautos do Evangelho e do Apostolado do Oratório

O ser humano quer relacionar-se com os demais

Imaginemos um homem punido com o isolamento, preso na masmorra de uma longínqua torre, convencido de estar inteiramente afastado de tudo e de todos. Nessa triste situação, sem a mínima possibilidade de comunicação com qualquer pessoa, vê passarem-se os dias…

Certa tarde de calor, porém, deita-se no chão e ouve, de repente, um rumor de vassoura em plena atividade. Surpreendido, aproxima-se da parede, coloca ali o ouvido e, percebendo pelos ruídos tratar-se da presença de alguém do lado oposto, dá algumas pancadas no muro. A resposta chega de imediato. É outro pobre preso que sofre de igual problema: isolado, deseja entrar em contato com alguém a quem possa transmitir suas aflições e que o entenda naquela infeliz situação. Depois de muitas batidas descobrem que, falando junto ao ralo da cela, conseguem se fazer ouvir um ao outro e, a partir daí, começa um verdadeiro relacionamento entre ambos os cativos, causando-lhes imensa consolação. Pois, o isolamento absoluto que era o maior tormento daquele cativeiro, por ferir o instinto de sociabilidade, de alguma forma, tinha-se rompido com o estabelecimento desse rudimentar modo de comunicação.

Essa singela história nos ilustra a necessidade intrínseca ao homem de entrar em contato com seus semelhantes.

Continue lendo “Como enfrentar as desilusões?”

XV Peregrinação Nacional do Apostolado do Oratório de Guatemala

No domingo, 22 de setembro de 2019, realizou-se uma procissão pelas ruas de Antigua, Guatemala, a partir da Igreja de Jocotenango, até chegar ao Santuário de Santo Irmão Pedro, apóstolo do país

A jornada de três quilômetros que durou 4 horas passou pela Igreja das Mercês, a Catedral, onde em sua vigília o pároco nos deu uma bênção especial. A Imagem do Imaculado Coração de Maria foi levada em um belo andor florido com centenas de rosas que formaram um tapete vermelho, o qual contrastava com o tom claro da Imagem. Doze pessoas carregaram o andor, em 52 turnos, atingindo um total de 624 pessoas.

Continue lendo “XV Peregrinação Nacional do Apostolado do Oratório de Guatemala”

O Santíssimo Nome de Maria

“Este nome tem mais virtude do que todos os nomes dos Santos para confortar os débeis, curar os enfermos, iluminar os cegos, abrandar os corações endurecidos, fortificar os que combatem, dar ânimo aos cansados e derrubar o poderio dos demônios”

Ir. Carlos Eduardo, EP

O nome de Maria é como um bálsamo que corre agradavelmente sobre os membros dos enfermos e os penetra com eficácia. Ele é semelhante a este óleo que, por suas unções, reanima e suaviza, dá força, flexibilidade e saúde. Mais do que o nome de todos os Santos. O de Maria nos repousa de nossas fadigas, cura todos os nossos males, ilumina nossa cegueira, comove nosso endurecimento e nos encoraja em nossos desânimos.

Continue lendo “O Santíssimo Nome de Maria”

Celebração do Primeiro Sábado pelo Brasil

Fazei tudo o que Ele vos disser (Jo 2, 5)
O  sentido da mediação de Maria é de levar as almas para Cristo, mover os corações dos homens a aderir à vontade de Cristo e a “fazê-la”de fato: “tudo o que Ele vos disser”


Na passagem das bodas de Caná se encontram as únicas palavras dirigidas por Maria aos homens, que o Evangelho registra: Ou seja, voltando-se para nós, Ela nos manda olhar para Cristo, ouvi-Lo e obedecê-Lo em tudo o que nos disser e mandar fazer.

Aí se compreende qual é o eixo da verdadeira devoção a Nossa Senhora, e a prova da sua autenticidade, pois a genuína devoção a Maria sempre conduz a Jesus Cristo. É função do amor maternal de Maria “gerar” constantemente “irmãos” de seu Filho, que se disponham a viver até às últimas consequências a Verdade e a Vida que Ele lhes oferece.

Em Fátima, Portugal, não foi diferente. Ao dirigir a nós a sua Mensagem, a Santíssima Virgem repete este seu único pedido.

Continue lendo “Celebração do Primeiro Sábado pelo Brasil”