Há um ano, em junho de 2017

Quem poderia jamais medir a quantidade de graças que recebemos em uma ano de convívio com Nossa Senhora? Quanto desvelo, quantos auxílios e bênçãos da Santa Mãe de Deus? Um simples artigo poderia conter a narrativa de todos eles?…

Ir. Bernardo, EP

Neste mês de junho completa-se um ano das Missões Marianas que implantaram novos Oratórios do Imaculado Coração de Maria nas paróquias de Santa Rita de Cássia em Juiz de Fora/MG, Nossa Senhora da Penha em Cariacica/ES e São Francisco de Assis em Vila Velha/ES.

Nós, da Cavalaria de Maria, nos lembramos com saudades daqueles abençoados dias.

Impossível mensurar os benefícios espirituais recebidos por todos os paroquianos e participantes dos grupos do Oratório nesse ano.

Entretanto, igualmente impossível é deixar de sentir a suavidade dessas graças, da ajuda e das bençãos de Nossa Senhora a todos aqueles que abriram as portas de suas casas para recebê-La.

Na foto acima, o Pe. Altamiro Domingos,  durante missa na Paróquia Nossa Senhora da Penha em Cariacica.

Através dessas breves linhas cumprimentamos os párocos, os coordenadores, coordenadoras e todos os participantes do Oratório por este ano de devoção. Que essa data se repita ainda por muitos e muitos anos.

Pe. Antonio Camilo coroa a Imagem na Paróquia Santa Rita de Cássia em Juiz de Fora/MG
Pe. Diego Carvalho entrega Oratório a nova coordenadora na Paróquia São Francisco em Vila Velha/ES

 

 

 

Clique nas fotos abaixo para visualizá-las em tamanho grande

Veja também: Eis que estou à porta e bato

Celebrações do Primeiro Sábado pelo Brasil

Com devoção filial e cheios de fervor, participantes do Apostolado do Oratório de vários recantos do país realizaram neste mês de junho a Comunhão Reparadora dos Primeiros Sábados

Deus Espírito Santo comunicou a Maria, sua fiel esposa, seus dons inefáveis, escolhendo-a para dispensadora de tudo que Ele possui. Deste modo Ela distribui seus dons e suas graças a quem quer, quanto quer, como quer e quando quer, e dom nenhum é concedido aos homens, que não passe por suas mãos virginais.*

Em mais uma vez foi possível confirmar como são verdadeiras as palavras acima ditas pelo grande Santo Mariano, São Luis Maria Grignion de Montfort.

Neste último fim de semana, a Virgem Santíssima viu atendido seu pedido feito em Fátima, quando centenas de paróquias e comunidades onde o Apostolado do Oratório está implantado realizaram a devoção do Primeiro Sábado.

Ocasião na qual a Mãe de Deus distribuiu suas bençãos, graças e favores, com toda a sua bondade, e, sobretudo, com  a autoridade que lhe foi confiada pelo próprio Deus

Veja as fotos a seguir.

Cascavel/PR – Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus
Paulo Afonso/BA – Paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro

Devoção do Primeiro Sábado. Conheça aqui e saiba como praticá-la

Itapema/SC – Paróquia Santo Antonio – primeiro mês da devoção na comunidade
Clique nas fotos abaixo para visualizá-las em tamanho grande

Veja também:

Comemoração do 13 de Maio pelo Brasil

Comemoração do 13 de maio pelo mundo

______________

*São Luis Maria Grignion de Montfort, Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem

Aproxima-se o Primeiro Sábado de março de 2015

Aproxima-se o Primeiro Sábado de março de 2015. Queremos convidar todos à prática desta belíssima devoção. Na cidade de São Paulo, na Catedral da Sé, às 11h, os Arautos do Evangelho comandam uma solene programação com terço, meditação, celebração da Santa Missa e coroação da Imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima. Por todo Brasil temos igrejas e capelas onde inúmeras pessoas se reúnem para atender este apelo de Nossa Senhora, em Fátima, que data de 1917.

Acesse: http://oratorio.blog.arautos.org/primeiro-sabado/ e procure na lista de paróquias espalhadas por todo o País o lugar mais próximo de sua casa.

Nossa Senhora prometeu assistir com graças necessárias à salvação aos que praticarem a comunhão reparadora dos primeiros sábados: “Eu prometo assisti-los na hora da morte com todas as graças necessárias para a salvação dessas almas.”

Se ainda não conhece esta devoção, clique na imagem e saiba mais.

Comentar!

Veja também: Preparação para uma boa Confissão

Veja também: Preparação para uma boa Comunhão

Meditação para o Primeiro Sábado de julho de 2014

I – O PAI ENTREGA OS BENS

11 E Jesus continuou: “Um homem tinha dois filhos. 12 O filho mais novo disse ao pai: ‘Pai, dá-me a parte da herança que me cabe’. E o pai dividiu os bens entre eles”.

O pai, sem dúvida, foi tomado por um profundo desgosto ao receber o pedido do filho menor. Aquilo indicava a intenção do jovem de abandonar a casa paterna ― pois só neste caso se fazia a repartição da herança antes da morte do pai. O pai, experimentado em anos, já havia notado no filho o tumultuar das paixões desordenadas. Com dor, previu os caminhos tortuosos pelos quais o jovem se embrenharia; entretanto, percebendo ser impossível fazê-lo desistir de sua decisão, não tomou nenhuma atitude para impedi-lo e entregou-lhe a parte da sua fortuna. É exatamente como Deus age conosco: concede-nos em abundância suas graças e dons, apesar de conhecer perfeitamente o mau uso que poderemos fazer desses bens, valorizando-os pouco, negligenciando-os ou até mesmo usando-os para pecar.

Paciência: um dos nomes da misericórdia

13 “Poucos dias depois, o filho mais novo juntou o que era seu e partiu para um lugar distante. E ali esbanjou tudo numa vida desenfreada”.

O filho trocou a inocência do lar pela vida devassa. Expressiva imagem de todos os batizados que, desprezando a condição de filhos de Deus, abandonam o estado de graça ao cometer uma falta grave! Esbanjando o tesouro sobrenatural entregue pelo Pai celeste, preferem o prazer fugaz do pecado à felicidade do convívio com Deus e Maria Santíssima, na eternidade.

Por sua vez, em nenhum momento o pai se esqueceu do jovem, nem perdeu a esperança de reencontrá-lo. É possível imaginar quantas vezes o bom homem (Leia mais aqui!).

Obs: Se estiver usando o Firefox, dependendo da versão, depois de clicar em (Leia mais aqui!), será preciso procurar o arquivo da meditação na pasta de downloads padrão.

Veja também: Meditação para o Primeiro Sábado de junho de 2014

Meditação para o Primeiro Sábado de junho de 2014

I – A descida do Espírito Santo

Pentecostes era uma das festas tradicionais judaicas. Nela se ofereciam a Deus os primeiros frutos das colheitas do campo. Tratava-se de uma das três grandes festas chamadas da “peregrinação”, pois nelas os israelitas deviam peregrinar até Jerusalém para adorar a Deus no Templo. Os judeus residentes no estrangeiro utilizavam da palavra grega pentekosté — que significa quinquagésimo dia —, porque a festa era celebrada cinquenta dias depois da Páscoa.

Encontravam-se arrebatados na oração quando se fez ouvir um ruído estrondoso e um vento impetuoso. Em seguida, aparecem línguas de fogo. Segundo uma piedosa e antiga tradição, a primeira língua de fogo — a mais rica — pousou sobre a cabeça de Nossa Senhora, e a partir d’Ela se multiplicou para os outros.

Por que essas manifestações exteriores? Deus quis tornar visível o quanto era pleno o que ele entregava o ímpeto de amor, a grandeza do dom que descia. “Uma forte ventania” pode ser vista como a chegada da torrente de graças que estavam sendo derramadas sobre todos os presentes. Eram graças místicas eficazes e superabundantes que “encheram” o Cenáculo.

O fogo, feito de luz e calor, era o melhor elemento para simbolizar o ardor próprio à ação restauradora e entusiasmante do Espírito Santo. Ao pairarem sobre as cabeças de Maria e dos demais presentes, as chamas se apresentavam sob a forma de línguas de fogo. Nelas podemos ver simbolizadas as labaredas que a pregação daqueles varões suscitaria.

“Todos ficaram cheios do Espírito Santo”. De Maria a Igreja exclama: “cheia de graça” (Lc 1, 28), e de fato Ela o foi desde o primeiro instante de sua Imaculada Conceição. No Cenáculo recebe um novo acréscimo ainda maior. Nessa passagem vemos também os Apóstolos, de acordo com suas respectivas missões, serem inundados dos mais especiais dons. Lembraram-se, então, com amor e compreensão, de tudo o que o Mestre lhes ensinara, estando prontos para percorrer o mundo pregando a Boa-nova (Leia mais aqui!).

Obs: Se estiver usando o Firefox, dependendo da versão, depois de clicar em (Leia mais aqui!), será preciso procurar o arquivo da meditação na pasta de downloads padrão.

Veja também: Meditação para o Primeiro Sábado de maio de 2014

Prática da Comunhão reparadora dos Primeiros Sábados em Içara (SC)

Em Içara (SC) no último dia 2 de maio, na Paróquia São Donato, Diocese de Tubarão,  recentemente foram implantados 43 novos grupos de oratórios. Ali também realizou-se a segunda cerimônia de prática da Comunhão reparadora dos Primeiros Sábados, conforme o pedido de Nossa Senhora em Fátima.

Todos os coordenadores e muitos participantes dos grupos estiveram presentes portando suas capas laranjas.

As graças da passagem da Cavalaria de Maria novamente se fizeram presente nesse dia, deixando entre nós uma atmosfera de paz, alegria e esperança. Dons estes que, concedidos por Maria Santíssima, foram levados por cada um a seus lares.

Comentar!

Veja também: Em Portugal, XI Encontro Nacional do Apostolado do Oratório