Ladainha de Nossa Senhora das Dores

Senhor, tende piedade de nós.Cristo, tende piedade de nós.
R/. Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.
R/. Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus, Pai dos Céus, tende piedade de nós.
Deus Filho, Redentor do mundo,
Deus Espírito Santo,
Santíssima Trindade, que sois um só Deus,

Santa Maria, rogai por nós.

Santa Mãe de Deus,

Santa Virgem das virgens,

Continue lendo “Ladainha de Nossa Senhora das Dores”

Quinta-feira Santa – Nunca devemos rejeitar uma graça

Ao ver Cristo Se aproximar para lavar-lhe os pés, São Pedro, sempre impulsivo, teve um verdadeiro sobressalto. Como os demais Apóstolos, não podia compreender naquele momento a transcendência do gesto do Divino Mestre. Mas Nosso Senhor lhe adverte que se não o permitisse, não teria parte com Ele

Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias, EP, Fundador dos Arautos do Evangelho e do Apostolado do Oratório

Jesus lava os pés dos apóstolos – Igreja de São Demétrio – Loarre – Espanha


Pedro disse: “Senhor, Tu me lavas os pés?” Respondeu Jesus: “Agora, não entendes o que estou fazendo; mais tarde compreenderás”. Disse-Lhe Pedro: “Tu nunca me lavarás os pés!” Mas Jesus respondeu: “Se Eu não te lavar, não terás parte comigo”. Simão Pedro disse: “Senhor, então lava não somente os meus pés, mas também as mãos e a cabeça”. Jesus respondeu: “Quem já se banhou não precisa lavar senão os pés, porque já está todo limpo. Também vós estais limpos, mas não todos” (Jo 13 6-10).

Podemos imaginar o que deve ter sido sentir os próprios pés sendo lavados pela Segunda Pessoa da Santíssima Trindade!

Continue lendo “Quinta-feira Santa – Nunca devemos rejeitar uma graça”

‘Vestir-se para a Igreja e dar honra e glória a Deus’


O Bispo de Paterson (Estados Unidos), Dom Arthur Serratelli, publicou um artigo no qual explica a importância de usar roupas adequadas para ir à Missa. No texto, o prelado destaca que em um mundo no qual cada vez mais predomina o estilo casual, há um grupo de pessoas que “se vestem com o melhor que têm” para ir à Missa dominical.

Continue lendo “‘Vestir-se para a Igreja e dar honra e glória a Deus’”

Apaga-se a luz da razão!

Quando a poesia se soma à súplica orante e a teologia, em termos que atingem todos os fiéis, dos mais instruídos aos mais simples, torna-se especialmente atraente, pastoral e útil

Pe. Rafael Ramón Ibarguren Schindler*, EP

Altar da Basílica Nossa Senhora do Rosário dos Arautos do Evangelho

É nessa composição (poesia, suplica e teologia) que se reúnem os transcendentais do ser, assim chamados por São Tomás de Aquino: a unidade, a verdade, o bem e a beleza, que em latim chamamos de unum, verum, bonum e pulchrum.

Continue lendo “Apaga-se a luz da razão!”

Milagre Eucarístico: a Primeira Comunhão de Imelda

Com apenas 8 anos de idade entrou para o convento. Aos 10, recebeu o hábito de monja dominicana. Embora tivesse tão pouca idade, era uma freira em tudo exemplar nas atividades da vida religiosa. Entretanto, algo a intrigava: o fato de as pessoas receberem a Sagrada Comunhão e continuarem a viver

Consagrada a Nossa Senhora no próprio dia do nascimento

Essa angelical menina nasceu no ano de 1322 em Bolonha (Itália). Seu pai, Egano Lambertini, pertencia à alta nobreza e desempenhou cargos importantes como o de governador de Bréscia e o de embaixador na República de Veneza. A par de grande habilidade, prudência e valor militar, distinguiu-se também por sua profunda fé e amor aos pobres. Sua mãe, Castora, da nobre família Galuzzi, rogava com ardorosa fé a Nossa Senhora a graça de ter ao menos um filho.

Continue lendo “Milagre Eucarístico: a Primeira Comunhão de Imelda”