Consagração e a verdadeira devoção à Santíssima Virgem

Não há nada entre os cristãos que faça pertencer de maneira mais absoluta a Jesus Cristo e à sua Santa Mãe como a escravidão da vontade, segundo o exemplo do próprio Jesus Cristo, que assumiu a condição de escravo por amor a nós, formam servi accipiens (cf. Fl 2, 7) (São João Paulo II)

Ir. Alcidio Miranda, EP

Pode-se dizer que uma das graças do momento, verdadeiro sinal dos tempos, tem sido a Consagração a Nossa Senhora segundo o método de São Luís Maria Grignion de Montfort.

Atraído pela espiritualidade do grande santo mariano, um número cada vez maior de pessoas vem procurando assim unir-se mais à Santíssima Virgem como filhos e escravos de amor, para, desse modo, mais perfeitamente pertencerem ao seu Divino Filho.

Sensíveis a esse movimento da graça, os Arautos do Evangelho vêm promovendo e incentivando por todo o Brasil os cursos preparatórios para essa consagração, cujos copiosos frutos já se fazem sentir pelo afervoramento da vida cristã, uma frequência mais assídua aos sacramentos e, como consequência, um desejo de apostolado, ou seja, de transmitir a outros as graças com que foram favorecidos.

Papa São João Paulo II, grande devoto e propagador da consagração a Nossa Senhora

Vemos assim que por esse meio, entre outros, Nossa Senhora vai firmemente abrindo caminho para a realização de sua grande promessa em Fátima:

“Por fim o meu Imaculado Coração Triunfará”.

A seguir fotos de alguns grupos de consagração pelo país.

Veja também: Curso de Consagração a Nossa Senhora

Sobre Apostolado do Oratório

Blog oficial do Apostolado do Oratório dos Arautos do Evangelho, Associação Internacional de Direito Pontifício.
Esta entrada foi publicada em Atividades, Basílica Nossa Senhora do Rosário, Consagração, Espiritualidade, Famílias do Oratório, , Nossa Senhora, Nosso Senhor Jesus Cristo, Tratado, Verdades eternas e marcada com a tag , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta