Homilia: Por que Deus quis ter uma Família?

De tal modo Deus ama a instituição da família que, ao se encarnar, quis ter uma para Si. Não há época histórica tão necessitada do exemplo da Sagrada Família como a nossa. Vivemos numa época em que se procura acabar com a instituição familiar de todas as formas, e por isso nada melhor do que termos esse arquétipo de família diante dos olhos, para assim sabermos amar e defender essa instituição tão amada por Deus.

Continue lendo “Homilia: Por que Deus quis ter uma Família?”

Boletim Informativo novembro/dezembro 2019


O Natal e a família

“Deus amou tanto o mundo que lhe deu seu Filho Unigênito, para que todo aquele que n’Ele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3, 16). O Natal não foi um “mero” fato histórico: uma criança nasceu numa gruta em Belém. Este dia dividiu a História ao meio, pois aquele Menino não era qualquer um, mas sim o Homem-Deus. O Natal transformou-se, assim, na festa da Alegria que renova esse sentimento nas pessoas a cada ano.

Continue lendo “Boletim Informativo novembro/dezembro 2019”

Monsenhor João: O fim religioso da família

Em homilia proferida no dia 30 de dezembro de 2007, o fundador dos Arautos do Evangelho, Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias, EP, se esmera em demonstrar o fim sobrenatural ao qual Deus destinou a instituição familiar, muito embora a sociedade secularizada de nossos dias considere a família debaixo de um ponto de vista inteira e exclusivamente natural.
Assista um trecho da homilia no vídeo acima.

Como alcançar uma sociedade feliz?


A primeira instituição humana não foi governamental, nem econômica, nem mesmo laboral. Criado Adão, e formada Eva de seu costado, constituíram eles a primeira família humana, princípio e causa de todas as demais.

Monsenhor João S. Clá Dias, EP, Fundador dos Arautos do Evangelho


Desde a origem, como reafirmado posteriormente pelo Salvador (cf. Mc 10, 6-8), Deus criou o homem e a mulher, os quais, unindo-se segundo um desígnio eterno de sua sabedoria, “são uma só carne” (Gn 2, 24)

A solidez e estabilidade desta união — cuja sublimidade foi elevada a Sacramento pelo próprio Cristo como Fundador da Igreja — se encontram radicadas no fato de ser ela operada pelo próprio Deus, embora ministrada pelos esposos: a iniciativa é humana, mas o resultado é divino, porquanto o homem não tem poder para anulá-lo. Esta realidade foi sancionada pelo Redentor com uma ordem clara: “não separe o homem o que Deus uniu” (Mt 19, 6).

Continue lendo “Como alcançar uma sociedade feliz?”

Testemunho

Muito melhor do que um estudo, uma compilação de trabalhos acadêmicos, etc,  sobre os efeitos da graça de Deus nas almas, é ouvirmos o testemunho real e direto de quem a recebeu

SALVE MARIA!

Meu nome é Karine, tenho 23 anos, moro no distrito de Iguatemi, na cidade de Maringá no Paraná. Meu relato hoje é uma breve declaração do amor e providência divinos, de que venho sendo objeto dia após dia, com a chegada do Oratório em minha vida…

Minha caminhada na Igreja começou muito cedo. Sou filha de pais cristãos e sempre fui às Missas e fiz catequese. Porém sempre de forma bem superficial, muitas vezes sem entender muito, sem conseguir aplicar tantos ensinamentos em minha vida.

Continue lendo “Testemunho”