Meditação do Primeiro Sábado de dezembro/2019


III Mistério Gozoso
Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo

Na Gruta de Belém tocam-se o Céu e a terra

 


Introdução

Aproxima-se uma vez mais o Santo Natal. Assim, dedicaremos a nossa devoção da Comunhão Reparadora do Primeiro Sábado, pedida por Nossa Senhora em Fátima, a considerarmos o 3º Mistério Gozoso do Rosário: O Nascimento de Jesus em Belém. No despojamento de uma gruta veio ao mundo Aquele “que os Céus não puderam conter”, o próprio Filho de Deus, nove meses depois de se fazer carne no seio imaculado da Virgem Maria. Veio para nos resgatar do pecado e abrir novamente para nós as portas da eterna bem-aventurança.

Continue lendo “Meditação do Primeiro Sábado de dezembro/2019”

Solenidade de São José

A envergadura moral do esposo de Nossa Senhora e Pai adotivo do Menino Jesus

Plínio Corrêa de Oliveira


Os senhores imaginem, portanto, o que é o santo que é o Padroeiro da Igreja Católica! Ele tem que ser algo de tão alto, de tão excelso que, por assim dizer, tem que ser o reflexo da Igreja que ele guarda! Para estar proporcionado a Ela, tem que ter o reflexo da Igreja que guarda.

Podemos considerar que a envergadura espiritual de São José – enquanto co-idêntico com o espírito da Igreja Católica, enquanto sendo exemplar prototípico e magnífico da mentalidade, das doutrinas, do espírito da Igreja Católica – só se pode medir por esse outro critério: é o fato dele ser Esposo de Nossa Senhora e proporcionado, portanto, a Nossa Senhora; ser o Pai adotivo do Menino Jesus e, portanto, proporcionado ao Menino Jesus!

Continue lendo “Solenidade de São José”

Os óculos de São José

Um dia, a superiora de um convento estava cheia de dívidas. As despesas eram muitas, até porque o convento andava em obras

Ir. Jurandir Bastos, EP

Como não tinha dinheiro para pagar as dívidas, resolveu colocar as faturas (cobranças) aos pés da imagem de São José com uma carta urgente a pedir ajuda. Inclusive, pôs uns óculos aos pés do santo, para que ele visse bem os números dos cifrões $.

Em visita ao convento passou por ali o Bispo, que olhou para a imagem e ficou admirado com o que viu. Perguntou o que significava aquilo tudo. A superiora, solícita, explicou:

– Senhor bispo, é para ver se São José me ajuda a pagar as muitas dívidas do convento. Só ele me pode valer.

O bispo achou que aquilo não passava de uma superstição e disse-lhe:

Continue lendo “Os óculos de São José”

Meditação do Primeiro Sábado fevereiro 2019

V Mistério Gozoso
Perda e encontro do Menino Jesus no Templo

Procuremos Jesus através de Maria

Composição de Lugar

Para nossa composição de lugar, imaginemos uma ampla sala no interior do templo de Jerusalém, cercada de altas colunas antigas, onde vemos um círculo de homens vestidos com túnicas e turbantes à moda dos doutores da Lei, rodeando o Menino Jesus. Numa das entradas da grande sala vemos surgir Maria e São José, com fisionomias de admiração e alívio por encontrarem o Filho no meio daqueles sábios de Israel.

Continue lendo “Meditação do Primeiro Sábado fevereiro 2019”

Lançamento de oratórios em novembro e dezembro

A estalagem de Belém foi figura daqueles corações ingratos que dão acolhida a tantas criaturas miseráveis e não a Deus

 

Pe. Francisco Katsumassa, EP

Chegada a Belém, Maria entendeu que se aproximava a hora de seu parto. Avisou a São José, e este diligenciou achar agasalho em uma casa dos habitantes de Belém, afim de não ter de levar sua esposa à hospedaria, lugar pouco conveniente para uma tenra donzela. Ninguém quis atender-lhe o pedido. Para não ficar durante a noite no meio da rua, viu-se afinal obrigado a levar a Virgem Maria à hospedaria pública, onde já muitos pobres se tinham alojado para a noite.

Continue lendo “Lançamento de oratórios em novembro e dezembro”

Meditação do Primeiro Sábado de outubro 2018

IV  Mistério Gozoso
Apresentação do Menino Jesus no Templo e a Purificação de Maria
Luz e santidade que devem resplandecer em nós


Apresentação do Menino Jesus no Templo. Luis de Vargas. Museu de Belas Artes. Sevilha

Composição de Lugar

Para nossa composição de lugar imaginemos o amplo pátio interno do templo de Jerusalém, iluminado por um raio de sol esplendoroso que incide sobre um jovem casal que ali adentra: a Mãe leva ao colo o Filho recém-nascido, e o pai, uma cesta com um par de pombinhas.

 

Nossa Senhora e São José conduzem o Menino Jesus para ser oferecido ao Senhor. Pouco depois, o Divino Menino é recebido pelo velho Simeão, que o toma comovido em seus braços para apresentá-Lo a Deus.

Continue lendo “Meditação do Primeiro Sábado de outubro 2018”