Homilia: Por que Deus quis ter uma Família?

De tal modo Deus ama a instituição da família que, ao se encarnar, quis ter uma para Si. Não há época histórica tão necessitada do exemplo da Sagrada Família como a nossa. Vivemos numa época em que se procura acabar com a instituição familiar de todas as formas, e por isso nada melhor do que termos esse arquétipo de família diante dos olhos, para assim sabermos amar e defender essa instituição tão amada por Deus.

Continue lendo “Homilia: Por que Deus quis ter uma Família?”

O verdadeiro centro da vida familiar

Festa da Sagrada Família de Jesus, Maria e José

A docilidade dos membros da Sagrada Família à voz de Deus nos ensina que a vida familiar deve ter como objetivo a procura e o cultivo da santidade

Mons. João S. Clá Dias, EP – Fundador dos Arautos do Evangelho


Deus escolheu um lar

A Santa Igreja reserva o domingo posterior ao Natal para cultuar e festejar a Sagrada Família, convidando-nos a refletir sobre o valor e o verdadeiro sentido da instituição familiar. Ela é a célula-mãe, o fundamento da sociedade, e se hoje assistimos a uma tremenda crise moral na humanidade, isso se deve em certa medida à desagregação da família. Abalada esta, o resto da sociedade não se sustenta.

Continue lendo “O verdadeiro centro da vida familiar”

A Santa Casa de Loreto

Na Anunciação do Anjo São Gabriel, Nossa Senhora recebeu a angélica visita em sua casa em Nazaré. Hoje esta mesma casa está na cidade de Loreto, na Itália. Como isso aconteceu? Veremos neste artigo

No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado da parte de Deus para uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem, prometida em casamento a um homem, chamado José, da casa de Davi. O nome da virgem era Maria. (Lc 1, 26)

Este acontecimento, talvez o maior de toda a História, deu-se numa humilde casinha, na cidade de Nazaré, na atual Palestina. Ao refletir alguns instantes sobre este fato grandioso, quem não desejaria viajar no tempo e estar ali, num canto, assistindo este marco de toda a História da humanidade? Quem não gostaria de ser uma simples pedra daquelas paredes para poder contemplar este augusto colóquio e ouvir o “sim” dito por Maria ao anjo Gabriel? Quem não exclamaria como a pequena Teresa Martin?:

Continue lendo “A Santa Casa de Loreto”

Novenário de Nossa Senhora de Fátima em Paulo Afonso – Bahia

O coordenador do Apostolado do Oratório em Paulo Afonso (BA), Sr. Paulo Roberto, anuncia o início do novenário de Nossa Senhora de Fátima, padroeira daquela cidade, na catedral do mesmo nome, de 04 a 13 de maio.

A abertura deu-se ontem, 04 de maio, ás 18h, com procissão saindo da igreja de São Francisco em direção à Catedral de Nossa Senhora de Fátima.

Responsáveis: Apostolado do Oratório de N. Sra. de Fátima das seguintes paróquias: São Francisco, Sagrada Família do BTN, Bairro Centenário, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e Nossa Senhora de Fátima.

Novenário: de 04 de maio até o dia 13, às 18h, com reza do terço até o começo da Santa Missa ás 19h, todas as noites.

Organização: Apostolado do Oratório – Arautos do Evangelho de Paulo Afonso, Bahia.

Comentar!

Vaticano: Papa convida famílias à redescoberta da oração

Cidade do Vaticano, 28 dez 2011 (Ecclesia) – Bento XVI convidou hoje as famílias católicas à redescoberta da “beleza de rezar em conjunto”, apresentando como “escola” a Sagrada Família de Nazaré, Jesus, Maria e José.

“Se uma criança não aprende a rezar em família, este vazio será difícil de preencher depois. Possam todos descobrir, na escola de Nazaré, a beleza de rezarem juntos como família”, disse o Papa, em português, na última audiência geral de 2011, a 45ª do ano, que decorreu na sala Paulo VI, do Vaticano.

Bento XVI aludiu ao “mistério do Natal”, deixando votos de que os fiéis saibam “escutar, meditar, penetrar no sentido profundo da manifestação do Filho de Deus”.

“Que este tempo de Natal seja para todos a ocasião de tornar mais íntima e mais verdadeira a sua relação com o Filho de Deus feito homem”, declarou, falando aos peregrinos de língua francesa.

Em português, o Papa referiu-se ao episódio da apresentação de Jesus no templo de Jerusalém, como filho primogénito, 40 dias depois do seu nascimento.

“Maria ouve lá, do velho Simeão, palavras que lhe anunciam glórias e tribulações. Ela «guardava todas estas coisas no seu coração». Esta capacidade de Maria era contagiosa, sendo o seu primeiro beneficiário José. De facto ele, com Maria e sobretudo depois com Jesus, aprende a relacionar-se de modo novo com Deus, colaborando no seu projeto de salvação”, indicou.

Segundo Bento XVI, com o exemplo da sua família, “Jesus aprendeu a alternar oração e trabalho, e a oferecer a Deus o suor e cansaço para ganhar o pão de cada dia”.

Após desejar aos presentes um “feliz ano novo”, o Papa deixou uma saudação aos peregrinos de língua portuguesa, confiando a Deus as suas famílias e “os sonhos de bem que abrigam no coração”.

Dados da Prefeitura da Casa Pontifícia publicados pelo ‘Osservatore Romano’ refere que 400 mil pessoas assistiram às 45 audiência gerais realizadas em 2011 na Praça São Pedro, na Basílica do Vaticano, na sala Paulo VI e no pátio de Castel Gandolfo, a residência de verão do Papa.

OC – Agência Ecclesia