Aos que amam!

VI Domingo da Páscoa

As inexcogitáveis dádivas prometidas pelo Salvador, antes de sua partida para a eternidade, têm como pressuposto o amá-Lo e o guardar sua palavra. Aprofundar o conhecimento sobre essas promessas e as condições para elas se cumprirem, é o objetivo destas linhas

Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias, EP. Fundador dos Arautos do Evangelho

Preparando a partida deste mundo

“Partir c’est toujours mourir un peu!”. Partir é sempre morrer um pouco, dizem os franceses. Assim — apesar de vivermos na era do avanço total das comunicações, na qual as distâncias quase já não existem — a despedida de um ente querido sempre dói no coração. Muito mais ainda naqueles tempos do Império Romano, nos quais as viagens eram demoradas, não havia telégrafo, telefone nem internet. Acrescente-se a esses dados o fato de o destino para o qual ia o Divino Mestre não ser outra cidade ou país, mas sim a eternidade.

Continue lendo “Aos que amam!”

Meditação do Primeiro Sábado de maio 2019

III Mistério Glorioso

Descida do Espírito Santo sobre Nossa Senhora e os Apóstolos

Chamados a renovar a face da terra

Pentecostes – Catedral de Santa Maria La Real – Pamplona – Espanha

Composição de Lugar

Façamos nossa composição de lugar imaginando a sala onde os Apóstolos de Jesus estão reunidos, juntamente com Nossa Senhora, “perseverando em oração”.

Ali recolhidos, esperam o cumprimento da promessa de Jesus, que lhes enviaria o Espírito Santo. Em determinado momento, eles ouvem um grande ruído semelhante ao de uma forte ventania. Surpresos, veem surgir pequenas labaredas sobre suas cabeças.

Logo se sentem transformados, cheios de Fé, de amor a Deus e de entusiasmo pela missão que o Senhor lhes confiara.

 


Continue lendo “Meditação do Primeiro Sábado de maio 2019”

O “Canto de Cisne” da humanidade

O Reino de Maria será como o “canto de cisne” da humanidade. Nesse Reino a sociedade temporal crescerá tanto em dignidade que os homens, ainda que vivendo nesta terra de exílio, serão semelhantes aos habitantes do Céu

Mons. João Scognamiglio Clá Dias, EP

É muito significativo o pensamento que nos sugere a Epístola de São Paulo a Tito: “a graça de Deus se manifestou trazendo salvação para todos os homens” (Tt 2,11) . Se, por um lado, é difícil formarmos uma ideia acertada da situação da humanidade antes da Encarnação do Verbo, por outro, basta ter experiência da ação da graça para conceber que, pelo simples fato de nascer, Nosso Senhor Jesus Cristo outorgou ao mundo um benefício incalculável.

Continue lendo “O “Canto de Cisne” da humanidade”

Missão Mariana na Polônia

Em nossa peregrinação pelo leste europeu, além da Hungria também passamos por esse país de grande fé católica

Ir. Plinio Sávio, EP


Nossa Senhora de Czestochowa, Padroeira da Polônia

Caríssima família do Apostolado do Oratório, Salve Maria!

Com a proteção de Nossa Senhora tivemos a graça de passar do dia 08 a 21/09 em Missão Mariana na Polônia. Levamos a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima em várias paróquias, escolas, asilos, em dois presídios, um em Varsóvia e outro em Cracóvia.

O povo polonês, como sempre cheio de fé, recebeu com muito entusiasmo a Imagem Peregrina. Conto algumas repercussões:

O reitor do convento dos Dominicanos depois da Missa e da reunião entre os grupos do oratório, fez  o seguinte comentário – “Não conhecia a vossa obra, mas vejo que tem o dedo do Espírito Santo. Porque não abrem uma casa em Polônia?”

Continue lendo “Missão Mariana na Polônia”

Há um ano em julho de 2017

Lembrai-Vos, Virgem Santíssima, de que, quando Vós batestes em minha porta, eu não apenas a abri, mas a escancarei para que o vosso Oratório estivesse em minha casa*

Ir. Mozart Ramiro, EP

Os melhores momentos de nossas vidas são aqueles nos quais somos objetos da misericórdia divina, quando a graça de Deus, obtida pelas orações de Nossa Senhora, nos alcança e nos toca profundamente.

E nós, missionários dos Arautos do Evangelho, testemunhamos esses momentos no dia a dia, sempre que vemos essas graças baterem à porta de tantas famílias, ao serem convidadas a receber em suas casas o Oratório do Imaculado Coração de Maria.

Pe. Alessandro Malaquias coroa a Imagem Peregrina na Paróquia São João Batista em Cariacica

E foi isso que se deu há um ano nas cidades de Vitória, Serra e Cariacica no Estado do Espírito Santo.

Aqui deixamos nossos cumprimentos – repletos de saudades – aos párocos, coordenadores e a todas as famílias que, no decorrer deste ano, passaram a conviver com a presença maternal, suave e benfazeja da Mãe de Deus em suas casas.

Esperamos nos reencontrar em breve, sempre unidos no Imaculado Coração de Maria.

Pe. Renato de Jesus entrega Oratório na Paróquia Nossa Senhora da Ressurreição em Vitória
Benção dos novos Oratórios pelo Pe. Fabio Vanderlei na Paróquia São José Anchieta em Serra
 Clique nas fotos abaixo para visualizá-las em tamanho grande

*Trecho da Oração Composta por Monsenhor João Clá para os grupos de Oratório

Veja também: Eis que estou à porta e bato

Meditação do Primeiro Sábado de julho 2018

III Mistério Glorioso – Descida do Espírito Santo
O hóspede adorável de nossas almas

 

O Consolador

Conforme a promessa de Nosso Senhor aos Apóstolos, o Espírito Santo vem a nós como Consolador, Intercessor e Advogado, rogando pelo homem junto a Deus Pai, nosso Juiz Eterno.

A humanidade tem uma necessidade vital dessa efusão do Divino Espírito Santo.

E esta é a razão de nos reunirmos ardorosamente em torno do altar, para pedir a Maria que, Mãe da Igreja, obtenha de seu Divino Esposo graças de maior fervor, de maior consolo, de maior piedade, de maior força para enfrentarmos todos os males.

Desde o despertar devemos pedir a intervenção d’Ele em todas as nossas atividades do dia. Nada pode abater quem está cheio do Espírito Santo!

Descanso e refrigério

Ao encontrar morada no íntimo do homem, o Espírito Santo então se torna — como proclama a Sequência litúrgica da Solenidade do Pentecostes — verdadeiro pai dos pobres, distribuidor dos dons e luz dos corações. Torna-se hóspede adorável das almas, que a Igreja saúda, sem cessar, na intimidade de cada homem.

Ele, efetivamente, traz descanso e refrigério no meio dos esforços, do trabalho dos braços e das mentes humanas; traz descanso e alívio nas horas de calor ardente do dia, no meio das preocupações, das lutas e dos perigos de todas as épocas.

E traz, por fim, a consolação, quando o coração humano chora e é tentado pelo desespero.

 

Clique acima para baixar o texto completo da Meditação

 

Veja também: Para uma boa confissão