‘Vestir-se para a Igreja e dar honra e glória a Deus’

O Bispo de Paterson (Estados Unidos), Dom Arthur Serratelli, publicou um artigo no qual explica a importância de usar roupas adequadas para ir à Missa

No texto, o prelado destaca que em um mundo no qual cada vez mais predomina o estilo casual, há um grupo de pessoas que “se vestem com o melhor que têm” para ir à Missa dominical.

“Muitos afro-americanos que vão à Igreja aos domingos se distinguem por se vestir bem para a ocasião. Sua longa tradição de honrar o Senhor com a forma como aparecem diante dEle para lhe dar culto não se rompeu diante da onda da roupa casual. Talvez, exista em seu exemplo uma lição necessária!”, explicou.

Ressaltando a necessidade de vestes dignas, Dom Serratelli sublinha que “a roupa de praia, as sandálias, as camisetas sem mangas (e a lista segue) simplesmente não são roupas adequadas para estar na presença do Senhor”. E continua, “ninguém fica diante da Rainha da Inglaterra a menos que esteja vestido adequadamente. Quanto mais diante do Senhor do Céu e da Terra! Provavelmente aqui é onde está o desafio”.

Segundo o prelado, “o tipo de roupa diz aos outros algo sobre nós. As próprias cores que escolhemos também significam algo. O preto fala da formalidade, elegância e autoridade. O vermelho é energia, paixão, velocidade e força. O verde mostra juventude e vigor; enquanto o branco denota inocência e limpeza. O amarelo e o laranja simbolizam alegria, otimismo e a esperança”.

O Bispo recordou ainda que desde a década de 1960, os norte-americanos optaram por ser cada vez mais “casuais em código de vestimenta”. Vive-se em uma época na qual o prático e o cômodo são o que mais importam às pessoas.

Em seguida, questiona a forma na qual muitos se vestem para ir à Missa: “Por acaso se perdeu o sentido da transcendência de Deus? Embora muitos já não creiam em Deus, os que vão à igreja esqueceram quem Ele é?”.

“Concentramo-nos mais em nós mesmos, em nossa comunidade, do que em nosso Deus e o respeito que lhe devemos quando estamos em sua presença para adorá-lo?”, concluiu. ♦

__________
Fonte: Gaudium Press. Por Emilio Portugal Coutinho.

Deixe uma resposta